Oferta

FOSFATIDILCOLINA 420MG 60 CÁPSULAS

R$131,00 R$111,35
Sucesso! Você tem frete grátis
Frete grátis a partir de R$200,00
Entregas para o CEP:
Frete grátis a partir de R$200,00

Descrição do produto

O QUE É A FOSFATIDILCOLINA? Fosfatidil Colina é um fosfolipídio considerado o maior constituinte das membranas celulares. O termo lecitina por assim dizer, possui tantas aplicações quando usado na química e bioquímica quanto no uso comercial. Quimicamente, a lecitina é a Fosfatidil Colina, que é um lipídeo polar presente na lecitina comercial em concentrações de 20 a 90%. A maioria dos produtos de lecitina comercial contém cerca de 20% de Fosfatidil Colina. De todos os fosfolipídeos, é o mais comumente encontrado no corpo humano e predominante na maioria das células, constituindo mais de 50% dos que compõem as membranas celulares. COMO ENCONTRÁ-LA E COMO FUNCIONA SUA SÍNTESE Na membrana das células, ela é encontrada em grande concentração combinada a proteínas, facilitando a passagem de gorduras, entre outras funções. É uma molécula sintetizada pelo fígado e também encontrada em alimentos e na forma de suplementos em cápsulas. A lecitina não é um nutriente considerado essencial, uma vez que o organismo produz naturalmente a quantidade necessária para o corpo, mas é importante obtê-la pela alimentação, principalmente em casos específicos. A sua biossíntese é feita a partir de um precursor chamado colina, um componente dietético necessário para a função normal de todas as células. A colina e seus metabólitos, incluindo fosfolipídeos e acetilcolina, asseguram a integridade estrutural e funções sinalizadoras das membranas celulares. MECANISMO DE AÇÃO DA FOSFATIDILCOLINA Esse fosfolipídeo apresenta um importante papel na absorção intestinal de lipídios, que nada mais é as gorduras. Ele aumenta a solubilidade das micelas de gordura formando quilomicrons, que são considerados meios de transporte dos lipídeos entre a mucosa intestinal e as células. Com isso ele forma um excelente composto intermediário no metabolismo de gorduras, juntamente com outros nutrientes. Por ser fonte de colina, também é importante para a manutenção das funções cerebrais, uma vez que a colina é um neurotransmissor importante. Existem poucas evidências que fazem essa relação direta, contudo, essa substância pode auxiliar no bom funcionamento das células nervosas se consumida regularmente, resultando em melhora da memória e concentração a longo prazo. SUA CONTRIBUIÇÃO PARA DIMINUIR OS NÍVEIS DE COLESTEROL A fosfatidilcolina é também formadora de lipoproteínas de alta densidade, conhecidas como HDL (High Density Lipoproteins). O HDL é chamado de “colesterol bom” por estar envolvido no processo de transporte reverso de moléculas de colesterol, transportando-as para o fígado para serem metabolizadas ou excretadas. PRINCIPAIS FONTES DE FOSFATIDILCOLINA Os principais alimentos fontes naturais desse nutriente são: soja, gema do ovo, amendoim, fígado e trigo. Também pode ser encontrada em produtos alimentares industrializados, adicionada a eles por ter propriedades emulsificantes. É o caso de margarinas, bolachas ou outros alimentos ultraprocessados. É também encontrada em produtos em pó como a lecitina de soja. A lecitina obtida pela dieta passa pelo processo de digestão antes de ser absorvida, no qual pode haver perdas e absorção parcial. Portanto, os suplementos, tanto em cápsulas, como a lectina de soja, têm menor valor comparado à síntese pelo próprio organismo. SEUS BENEFÍCIOS PARA O FÍGADO O nosso fígado apresenta alto metabolismo e reprodução celular, utilizando grande quantidade de matéria-prima para sua reconstrução, primordialmente quando há uso crônico de álcool ou medicamentos que são metabolizados por esse órgão. É dele o trabalho principal de produzir as enzimas que absorvem o etanol das bebidas alcoólicas, gerando um desequilíbrio no fígado e organismo quando há consumo excessivo. Como forma de auxiliar na função hepática, o uso de fosfatidilcolina pode ser benéfico para doenças onde há lesão hepática. São doenças como: hepatite alcoólica, cirrose, esteatose hepática, hepatites B e C e intoxicação medicamentosa. Alguns pesquisadores testaram a hipótese de que a suplementação poderia atenuar o aumento da produção de radicais livres produzidos em indivíduos que fazem consumo abusivo de álcool, hábito que poderia levar a hepatotoxicidade e esteatose hepática. Os achados mostram que essa suplementação tem ação preventiva na progressão do acúmulo de gordura no fígado, desde que associada a outras substâncias antioxidantes. Sua função como colaboradora na síntese de uma substância chamada glutationa também auxilia no tratamento das desordens hepáticas. Pode-se avaliar com o médico o uso dessa substância de forma preventiva quando há uso abusivo de álcool ou medicamentos contínuos que utilizem a via hepática para metabolização. Essa avaliação precisa ser individual e a prescrição com indicação médica. CONCLUSÃO A fosfatidilcolina, também conhecida como lecitina, é um fosfolipídeo com função essencial na absorção de gorduras pelo organismo. É um nutriente não essencial, ou seja, produzido naturalmente pelo corpo, mas pode ser encontrado em diversos alimentos, principalmente na soja e gema de ovo, ou suplementos. Há evidências científicas que mostram uma ação hepatoprotetora, podendo ser indicado o uso para prevenção dos efeitos causados pelo uso abusivo do álcool ou por medicamentos que se metabolizam no fígado, quando utilizados a longo prazo. Pode ser considerada um tratamento alternativo para indivíduos com dislipidemias se estiver associada à dieta hipolipídica, uma vez que influencia na formação do HDL, o chamado “colesterol bom”. Vale ressaltar que a maneira mais eficiente de perder medidas continua sendo a mudança de hábitos alimentares e prática de atividade física regular. EFEITOS COLATERAIS Nenhum efeito colateral relevante foi relatado. Efeitos colaterais médios foram notados ocasionalmente como náusea, diarréia e aumento da salivação em algumas pessoas.

Benefícios Saúde cardiovascular Função hepática e renal Transporte e metabolismo de gordura Reprodução e desenvolvimento infantil Melhoria do tempo de reação, aprendizado e memória Cabelo e pele saudáveis Comunicação celular Desempenho físico e resistência muscular Alívio da artrite

Modo de usar: Para Adultos, Tomar Uma Cápsula Uma Ou Duas Vezes Ao Dia Preferencialmente Com As Refeições. Aviso: Se Você Estiver Grávida, Amamentando Ou Tomando Algum Medicamento, Consulte Seu Médico Antes Do Uso. Interrompa O Uso E Consulte O Seu Médico Se Quaisquer Reações Adversas Ocorrerem. Manter Fora Do Alcance Das Crianças. Armazenar Em Local Fresco E Seco.

Composição Porção: 1 cápsula Quantidade por porção Fosfatidilcolina420mg

Advertências "Se persistirem os sintomas, o medico ou farmacêutico deverá ser consultado" "Evite a automedicação. O medicamento mesmo livre de obrigação de prescrição médica merece cuidado" "As indicações postas não se tratam de propaganda, e sim de descrição do produto" "Consulte sempre um especialista" "As imagens postas são meramente ilustrativas" "As indicações dos produtos são baseadas no conhecimento científico do profissional farmacêutico e laudos de aquisição dos produtos junto aos fornecedores autorizados pela Anvisa"

1. L.Tresoriere, et al. Absorption, excretion and distribution of dietary antioxidant betalains in LDLs:potential health effects of betalains in human American Society for Clinical Nutrition 2004 2. WALLACE, R.S.; GIBSON, A.C. Evolution and systematics. In: Cacti: Biology and Uses. Eds: Nobel PS, University of California Press Berkeley-Los Angeles-London, p.1-21, 2002. 3. STINTZING, F.C.; CARLE, R. Cactus stems (Opuntia spp.): A review on their chemistry, technology, and uses. Mol Nutr Food Res v.49, p.175-194, 2005. 4. SÁENZ, C. Food Manufacture and by-products. In: Agroecology, cultivation and uses of cactus pear. Eds: BARBERA G.; INGLESE P.; PIMIENTA-BARRIOS, E. FAO Plant Product and Protection Paper, Rome v.132, p.137–143, p.1995. 5. STINTZING F.C.; SCHIEBER, A.; CARLE, R. Phytochemical and nutritional significance of cactus pear. Eur Food Res Technol v.212, p.396-407, 2001. 6. FEUGANG, J.M.; KONARSKI, P.; ZOU, D.; STINZING, F.C.; ZOU, C. Nutritional and medicinal use of Cactus pear (Opuntia spp.) cladodes and fruits. Frontiers in Bioscience, v.11, p.2574-2589, set.2006. 7. Literatura do Fabricante – Nexira Health/França. Pergunte e veja as opiniões de quem já comprou